Aberta as inscrições para bolsas de estudos na educação básica

A educação é a base para o futuro da criança. É a partir do Ensino Básico que seu filho (a) aprende os primeiros passos, desenvolve e amplia seus conhecimentos para crescer e evoluir, assim como os valores de se tornar um bom cidadão. Para você que sempre sonhou em matricular seu filho (a) em uma escola particular, mas não possui condições financeiras de arcar com a mensalidade integral, agora pode contar com o Educa Mais Brasil, maior programa de inclusão educacional.

São oferecidas bolsas de estudo de até 50% para a Educação Básica em diversas instituições por todo o país. As inscrições para o ano letivo 2016.1 estão abertas e as vagas são para Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio. Os pais ou responsáveis devem fazer a inscrição do candidato gratuitamente através do site www.educamaisbrasil.com.br.

“O objetivo do programa é contribuir com a inclusão educacional do país e o principal critério de seleção para o ensino básico é não ter condições de arcar com 100% das mensalidades da instituição. Esses critérios são justificados pelo objetivo do programa que é fortalecer o setor educacional do país, sendo uma importante alternativa para estudantes que antes não tinham perspectiva de ingressar em uma escola de qualidade”, afirma Andréia Torres, Diretora de Expansão e Relacionamento do Educa Mais Brasil.

O Educa Mais Brasil está há mais de 12 anos no cenário educacional brasileiro e já beneficiou cerca de 400 mil estudantes em todas as modalidades de ensino, inclusive para Graduação, Pós-Graduação, Cursos Técnicos, Idiomas, Preparatório para Concursos, Cursos Profissionalizantes, EJA – Educação para Jovens e Adultos e Pré-Vestibular. Mais informações estão disponíveis na página oficial ou através da central de atendimento: capitais e regiões metropolitanas 4007-2020, demais localidades 0800 724 7202.

Vagas no Ensino Superior para quem participou do ENEM

Para quem fez o ENEM e ainda não foi chamado, existe uma possibilidade de pleitear uma vaga para cursos com início no segundo semestre. Confira as datas e os detalhes. Se você prestou o ENEM ano passado e não conseguiu ingressar em um curso superior logo no início deste ano, ainda há esperanças!

O SISU – Sistema de Seleção Unificada – é o sistema informatizado do Ministério da Educação por meio do qual instituições públicas de ensino superior oferecem vagas a candidatos participantes do Enem.

Vagas

As vagas SISU são oferecidas apenas para cursos PRESENCIAIS. Além disso, você pode entrar em qualquer faculdade federal utilizando as notas do ENEM, e seguindo o critério de seleção por cotas. Moleza! Quando entrei no Instituto Federal de São Paulo, tive que pagar e fazer TODOS os vestibulares daquele ano!

Calendário do Segundo Semestre

Fique atento às datas:

  • 02/06 a 04/06 – Período de inscrições
  • 06/06 – Resultado da 1ª chamada
  • 09/06 a 13/06 – Matrícula da 1ª chamada
  • 24/06 – Resultado da 2ª chamada
  • 24/06 a 07/07 – Prazo para participar da Lista de Espera
  • 27/06 a 02/07 – Matrícula da 2ª chamada
  • 14/07 – Convocação dos candidatos em lista de espera pelas instituições a partir desta data

Exame obrigatório para alunos do Ensino Médio

De acordo com um projeto de lei que somente precisa ser votado por comissão o Enem – Exame Nacional do Ensino Médio poderá ser obrigatório para todos os estudantes de segundo grau. Este que se for aprovado em votação deverá ser iniciado dentro de no máximo 60 dias após a votação.

De acordo com o senador Aníbal Diniz (PT-AC), deverá ser garantido para todos os candidatos concluintes de ensino médio, se tornando obrigatório em sistemas de avaliação de ensino médio a realização do Enem juntamente com a colaboração de sistemas de ensino.

ENEM 2019
Educação para Ensino Superior

Por toda a qualidade pedagógica e ainda a construção de uma política estatal, o ENEM merece sim ser valorizado como um instrumento de avaliação para o ensino médio no Brasil que tem sido tão defasado de alguns anos para cá.

Para realizar a inscrição no Enem 2019, basta acessar o site do INEP e seguir o passo a passo.

A mudança de realização do Enem

A partir de 2009 o Enem começou a ser utilizado em processos de admissão para universidades federais. Várias instituições de ensino privados também puderam aderir ao sistema. Desde o ano de 2010 as notas foram consideradas para se obter créditos através do Fies (Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior) com isto o exame passou a servir para os usuários como certificação de conclusão do ensino médio em cursos para educação de jovens e adultos, os chamados EJA.

Os relatores, preocupados com as propagandas enganosas realizadas por escolas de segundo grau que selecionam os melhores alunos para realizar o Enem, incluiu um dispositivo que proíbe qualquer tipo de instituição de ensino participante do Enem a estabelecer critérios ou mesmo qualquer outro tipo de descriminalização que possa assim dificultar a participação dos alunos nas realizações dos exames requeridos.

Uma grande fatia de escolas se aproveita dos caracteres voluntários do exame para escolher alunos que devem se submeter as provas, e por este motivo deverão divulgar níveis de qualidade de ensino quando na verdade eles não são reais, e isto deverá mudar.

Para se ter uma ideia ao todo mais de 101 instituições em todo o Brasil públicas de educação superior selecionam através destes sistemas no primeiro semestre de 2018 alunos para ingressar em ensino superior.

Inscrições para o Sistema de Seleção Unificada

Aos candidatos que farão o ENEM 2019, as inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), já se encontram abertas e vão até quarta-feira, 4 de junho.

O Ministério da Educação garante que o prazo menor não irá prejudicar ninguém no processo. As inscrições são gratuitas e permitem ao candidato o acesso a universidades públicas, caso tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Cabe ressaltar que a inscrição só será efetuada pela internet e o ministro garantiu que no segundo dia os alunos já poderão ter acesso às notas de corte para os cursos que escolheram. Não deixe para a última hora, pois as vagas do Sisu 2019 não são muitas.

Vestibular 2019
Vestibular 2019

 

O resultado da primeira chamada do Sisu ocorrerá no dia 6 de junho e as matrículas deverão ocorrer entre 9 e 13 de junho. A segunda chamada está prevista para o dia 24 de junho, com matrículas entre 27 de junho e 2 de julho. Todavia, caso o período citado coincida com alguns jogos da Copa do Mundo, pode ser que algumas cidades tenham um ponto facultativo. E, com isso, poderá haver alterações no calendário das cidades. Caso isso ocorra, serão divulgadas novas datas.

Entre as principais vantagens do Sisu deste ano está o aumento de vagas, uma vez que cresceu 29% se comparado com o mesmo período do ano anterior, juntamente com 51.412 cadeiras distribuídas em 67 instituições. O número de cursos também aumentou e agora são 1.447, contra 1.179 do ano anterior. Houve ainda, um acréscimo de 847 vagas em Medicina e 2.550 nos cursos de Engenharia. O que possui o maior número de ofertas é Pedagogia, com 1.386 vagas.

Neste semestre, 41% das vagas serão destinadas às cotas e 3% para outros tipos de ações afirmativas próprias das instituições. Segundo o ministro Henrique Paim, isso revela que as universidades estão se antecipando à lei aprovada em 2012, a qual prevê que metade das vagas sejam ofertadas nessa modalidade.

Acompanhe o cronograma Sisu 2019 e fique por dentro de tudo que acontece no programa.

Em época de crise, quem oferece bolsas de estudo ganha mercado

A crise econômica é um momento de oportunidades: Empresas que oferecem bolsas de estudo estão ganhando terreno através de parcerias com instituições de ensino privadas.

Com o cenário atual de alta taxa de desemprego instalado no Brasil e a redução das vagas oferecidas por programas como o Fies e Prouni durante o ano de 2015, empresas que oferecem bolsas de estudo através de parcerias com instituições de ensino privado têm prosperado com o momento econômico desfavorável.

Bolsas de Estudo

Empresas como Quero Bolsa, Neora e Educa Mais Brasil experimentaram um crescimento de até 50% somente em 2016, como reflexo da redução da oferta de vagas oferecidas pelo Fundo de Financiamento Estudantil pelo Governo Federal.

O crescimento da oferta de bolsas parciais de estudo foi a alternativa que os grupos educacionais encontraram para remediar a escassez de recursos do Governo Federal, que foram o combustível durante vários anos para o crescimento do setor privado de educação, especialmente para o nível superior.

O negócio é bom para todos: o estudante que está economicamente vulnerável em momento de crise, as instituições de ensino privado, que encontram dificuldade para preencher o quadro discente em momento de crise econômica, e para as empresas que intermediam o negócio entre os dois grupos oferecendo descontos nas bolsas de estudo para os estudantes que comprovarem ser economicamente vulneráveis.

As instituições de ensino também possuem suas garantias, pois empresas como o link Educa Mais Brasil exigem que o estudante comprove a necessidade econômica para concorrer a uma bolsa de estudos. Assim as instituições têm a garantia que não estão oferecendo vagas a estudantes que teriam plenas condições de bancar o valor integral dos cursos oferecidos.

As vagas oferecidas contemplam praticamente todos os níveis da educação no Brasil: Ensino básico, de idiomas, cursos preparatórios, pré-vestibular, técnicos, de capacitação profissional, educação de jovens e adultos, graduação e pós-graduação. Segundo informado em seu portal, a inscrição Educa Mais Brasil já fechou parceria com mais de 18 mil instituições de ensino. Já a página do Mais Bolsas já tem parceria com mais de 10 mil instituições de ensino.

Também é possível observar as adaptações nos grupos educacionais de ensino superior: no passado, com o aporte financeiro oferecido pelo Governo, as instituições de ensino tinham demanda de alunos praticamente garantida, e podiam praticar os preços que bem entendiam. Hoje em tempo de crise, os reajustes anuais das instituições têm sido mais moderados, para evitar o risco de ter vagas ociosas, o que resultaria em prejuízo financeiro para os grupos.

Vestibular de Santa Catarina

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) informou que as inscrições para o Vestibular UFSC 2019 serão abertas ainda no mês de setembro. De acordo com a instituição os candidatos interessados terão à disposição mais de 4 mil vagas.

Segundo as informações divulgadas no edital, as inscrições deverão ser realizadas via Internet, no site www.vestibular2013.ufsc.br, entre os dias 25 de setembro e 24 de outubro de 2018. A taxa custa R$ 105,00, sendo que para os cursos de Pedagogia e Licenciatura, ela tem o valor de R$ 52,00.

Vestibular 2019
Vestibular de Inverno

Serão 4.216 vagas voltadas para 86 cursos.

As provas estão previstas para serem aplicadas em três dias: 15, 16 e 17 de dezembro, nas cidades de Florianópolis, Biguaçu, Santo Amaro da Imperatriz, Itajaí, Jaraguá do Sul, Palhoça, Araranguá, Blumenau, Brusque, Joaçaba, Joinville, Lages, São José, São Miguel do Oeste, Rio do Sul e Tubarão.

Vestibular UFSC – Inscrições

Todos os anos milhares de estudantes se preparam para os vestibulares de universidades públicas, com o objetivo de angariar uma vaga tão desejada em uma instituição conceituada.

A Universidade Federal de Santa Catarina está com inscrições abertas para o preenchimento de 6.511 vagas em mais de 90 cursos e a grande novidade é a porcentagem de cotas oferecidas nos cursos, ou seja, no ano passado era de 30%, neste ano será de 35% (trinta e cinco por cento).

As vagas são oferecidas nos seguintes cursos de bacharelado e licenciatura: Engenharia de Materiais, Engenharia Têxtil, Engenharia de Controle e Automação e Licenciaturas em Matemática e Química

Os aprovados no Vestibular 2019 serão informados quanto o prazo para realização das inscrições, assim que divulgada a relação oficial com nome dos aprovados nas avaliações.

Cartão de Confirmação do Enem 2019

Depois que o candidato efetua sua inscrição no Enem e efetua a taxa de pagamento, da qual sabemos que não é válida para alunos de escola pública, o programa manda uma confirmação que chamamos de Cartão de Confirmação do ENEM, para esse ano os candidatos que fizeram a inscrição devem estar aguardando. Mas sabe-se que no final do mês o Cartão de Confirmação do ENEM 2019 ainda chegará para todos.

O programa do Enem envia para todos os inscritos o Cartão de Confirmação do ENEM 2019 onde a pessoa vai receber pelo Correios, pode ocorrer uma vez ou outra da pessoa não receber esse cartão, para esses casos o interessado pode imprimir no site do programa, pois lá tem essa opção. No site você consegue emitir esse documento.

Enem 2019
Enem 2019

Para emitir Cartão de Confirmação do ENEM 2019 você tem que entrar no site oficial do programa, que é esse aqui: http://enem.inep.gov.br/

Cartão de Confirmação do ENEM 2019

Saiba que esse documento é de extrema importância para você, porque é lá que vai conter os seus dados, como número de inscrição, onde você vai realizar a prova, ou seja, em que escola, a data, horário e tudo mais.

Quem já participou outras vezes do Enem, ou quem conhece o programa certamente sabe que a divisão dos alunos para fazer a prova é feita de acordo com a ordem alfabética, e cada escola cedida para esse programa fica com, digamos, uma “Letra” ou umas letras, por isso que você tem que saber para qual escola você ficou para realizar a prova.

Emitir Cartão de Confirmação do ENEM 2019 pelo site não tem erro, basta informar seus dados de cadastro corretamente e ir na opção para imprimir esse documento. Em caso de duvidas você também tem que entrar em contato com o telefone do Enem, onde eles podem também te ajudar e orientar sobre como imprimir Cartão de Confirmação do ENEM 2018 no site, então anote o telefone do programa: 0800 61 61 61.

Cartão de Confirmação Enem
Cartão de Confirmação Enem

Emitir Cartão de Confirmação do ENEM 2019

O Cartão de Confirmação do ENEM 2019 online não tem nenhum segredo, como você viu está tudo no site para os alunos terem acesso. É bom não deixar para a última hora, porque quem for fazer o Enem no final do ano saiba que o programa promete enviar essa documentação a todos os cadastrados até o meio do mês de outubro, até em torno do dia 14 você já é para ter recebido.

Caso você não receba aí sim você tem que imprimir no site o quanto antes. Porque esse documento não pode faltar, é importante tê-lo em mãos porque assim você sabe todos os seus dados desse programa e sabe onde você tem que realizar a sua prova do Exame Nacional do Ensino Médio, que é o mais importante também.